O Lobo de Wall Street, Carnage, Tower Heist, A dangerous method, I knew it was you, A band called Death, Kobe doin’ work – Rolê Cinematográfico 2014

Screen Shot 2014-01-23 at 08.43.53

22.1.14 ~ O Lobo de Wall Street [2013] Martin Scorsese
Martin Scorsese, seu puto, eu te amo. Tô contigo na maré alta e na maré baixa. Se alguém falar merda eu compro o bolo. Você é o cara, não deixe se convencer do contrário… Leonardo DiCaprio se redimiu comigo. Que atuação foda. Além do que espero dele. Imaginava que essa parceria estava desgastada, mas que nada. O Lobo de Wall Street prova que a dobradinha Scorsese/ DiCaprio ainda pode render muito. Mantendo o mesmo estilão que o consagrou desde sempre, Scorsese arrisca e encanta. #WallStreetOstentação? Óbvio que sim. E sempre foi assim. Até brinca-se com isso no filme: “o FBI acredita que você é um Gordon Gecko”, referindo-se ao primeiro Wall Street de Oliver Stone, 1987. Ponto alto para o desembolar de Jordan saindo do Country Club malucasso tentando alcançar seu carro pra voltar pra casa. E como sempre nas obras de Scorsese a trilha sonora é um case a parte.
~ site oficial lobo de wall strret // trailer youtube/lobodewallstreet ~

~ ~ ~

Screen Shot 2014-01-25 at 09.48.30

23.1.14 ~ Carnage [2011] Roman Polansky
Como venho do teatro antes do cinema, me interessa muito a performance dos atores na telona. Um dos mais aclamados atores do Brasil disse:

 “O teatro é a arte principalmente do ator, o cinema é do diretor e a televisão do patrocinador.” – Paulo Autran.

Nesse caso, o filme mistura os campos. O roteiro foi adaptado do texto para teatro da francesa Yasmina Reza, Deus da Carnificina. E a performance dos atores é acertadíssima. Esse é um filme de atores. Um elenco pomposo: Winslet e Waltz brilhantes, como de costume; Foster, a mais experiente do grupo, numa atuação comedida  mas no ponto e geralmente subestimado, Reilley supera as expectativas e posiciona-se no mesmo nível dos colegas. Tenho um interesse enorme em peças que viram filme and the other way around. Desconhecia essa informação enquanto assistia o rolê, mas imaginava que poderia render uma montagem foda. “Num” é que era? E essa experiência foi curtida com outros 20 cinéfilos secretos numa sessão prazerosa realizada por Camila Haddad. Obrigado, moça. Keep it up. 
~ site official e trailer sony/carnage ~

~ ~ ~

Screen Shot 2014-01-25 at 14.35.01

24.1.14 ~ Tower Heist [2011] Brett Ratner
Sexta-feira à noite. Bom pra assistir um filminho pipoca relax. Foi o caso. Com esse elenco, esperava uma comédinha, mas nem tem muito riso. No entanto, fui surpreendido por um heist film divertido. Funciona. Um Ocean’s Eleven às avessas, já que aqui ninguém tem habilidade pra porra nenhuma. Claro, um non-sense e deslize aqui e ali, mas nada que comprometa demais a história. Cumpriu a missão, fui entretido. Gostaria muito que os atores fossem mais bem explorados: Murphy, Leoni, Affleck e Sidibe. Mas ‘tá “bão” também, não dá pra cobrar muito do Ratner. Ele faz o que pode coitado. Podia era deixar de fazer, na real.
~ site oficial tower heist // trailer youtube/towerheist ~

~ ~ ~

dangerous

25.1.14 ~ A dangerous method [2011] David Cronenberg
Ah, cara… lá vem eu me apegando novamente a atuação, mas não consigo ser de outro jeito. Essa mina é muito ruim. PQP, Keira Knightley! Eu não consigo entender como ela chegou tão longe atuando aí com dois caras bem fodões, Viggo Mortensen e Michael Fassbender. Sei como ela entrou na indústria, mas não entendo por que ela continua sendo escalada p’ras paradas. Enfim, passada a revolta, infelizmente achei Mortensen pouco explorado e Fassbender muito low-profile. Quem sobressai é Vincent Cassel que faz uma participação breve, mas muito inteira. Diferentemente do restante do cast. O filme também é uma adaptação de uma peça de teatro. “Os psicanalista pira”.
~ site oficial dangerous method // trailer sony/dangerousmethod ~

~ ~ ~

Godfather

25.1.14 ~ I knew it was you: rediscovering John Cazale [2009] Richard Shepard
Coincidentemente ou não, continuando a discussão sobre atuação, recomendo fortemente esse média documentário sobre o ator John Cazale. Um ator incrível especialmente subestimado por conta do caráter e personalidade dos papéis que representou no cinema. No filme, ótimos comentários sobre a carreira e perfil de Cazale por Al Pacino, Sam Rockwell, Steve Buscemi, Francis Ford Coppola e Maryl Streep, sua parceira em seus últimos anos de vida tomados pelo câncer de pulmão. Cazale era um ator sensacional que se entregava sem preconceitos aos personagens que viveu. No cinema, geralmente tinham uma característica em comum, de párias, coitados, fracos. E ele abraçou essas oportunidades como poucos na indústria. Um filme intenso e mais curto do que merecia. Precisamente, como foi sua carreira.
~ site oficial i knew it was you // filme completo youtube/iknewitwasyou ~

~ ~ ~

death

25.1.14 ~ A band called Death [2012] Mark Covino & Jeff Howlett
Eu descobri o Death através do Mos Def. Uma banda de punk rock que surgiu antes do movimento punk. Possivelmente a primeira banda do gênero da história, que infelizmente apareceu na cena bem antes do seu tempo, dois anos antes d’Os Ramones. Anyway, o filme é muito simples, edição sem nada de especial at all, repetindo o super batido efeito das fotos preto e brancas em zoom. Bem careta. A estrutura também não traz nenhuma novidade. O filme fica mesmo interessante na segunda metade. Tem muitas coisas legais: depoimentos de outros músicos, artistas, críticos e colecionadores; a descoberta da banda pelos filhos do Death que montam o Rough Francis para tocar covers do som que o pai fazia e o reencontro com o público. Acredito que eu tinha maiores expectativas, por que no geral, não curti o lance, mas o som é “duca”.
~ site oficial a band called death // trailer vimeo/death ~

~ ~ ~

kobe

26.1.14 ~ Kobe – Doin’ work [2009] Spike Lee
Muito, muito bom. Acompanho a NBA diariamente. Todo dia eu vejo os highlights dos jogos da noite anterior. E de vez em vez, assisto documentários oldschool do Jordan, Barkley, Dr. J, outros mais recentes sobre o Wade, James ou alguns intermediários do Garnett, Carter, Iverson e nesse caso Kobe Bryant. Doin’ work é um filme de Spike Lee sobre um jogo apenas, Lakers vs Spurs, com comentários feitos pelo próprio Black Mamba. Se você não é fã do jogo, esse filme não é para você, mas se você for fã do jogo, nem precisa gostar do Kobe, cara… você vai adorar assistir essa parada.
~ filme completo youtube/kobedoinwork ~

E aí, o que você acha? E o que você assistiu na última semana? Seguimos, B.

Comments

comments

Trackbacks


    Warning: call_user_func(col_pings) [function.call-user-func]: First argument is expected to be a valid callback in /home/bruno/public_html/wp-includes/class-walker-comment.php on line 180

Add a comment